Mateus 6:9-13

“Portanto, vós orareis assim: Pai nosso, que estás nos céus, santificado seja o teu nome; Venha o teu reino, seja feita a tua vontade, assim na terra como no céu; O pão nosso de cada dia nos dá hoje; E perdoa-nos as nossas dívidas, assim como nós perdoamos aos nossos devedores; E não nos deixeis cair em tentação; mas livra-nos do mal; porque teu é o reino, e o poder, e a glória, para sempre. Amém.”

Em qualquer evento em que alguém se lembre de elevar uma oração a Deus, geralmente alguém começa a oração do “Pai Nosso” e o restante das pessoas acompanha. Todos conseguem, sem dificuldade, repetir as palavras dessa oração. Apesar do próprio Jesus alertar no versículo 7 para “não usarmos de vãs repetições”, é exatamente isso que acontece.

Bem, se Jesus não queria usar de vãs repetições, qual o motivo de ter ensinado essa oração? O que as palavras dessa oração significam? Será que entendemos essas palavras, quando as repetimos? Ou nem sequer pensamos nelas e em seu significado?

Entendo que muito mais do que uma “decoreba”, Jesus estava dando aqui um espécie de roteiro, de mapa, de como nos achegarmos a Deus. Essas palavras demonstram a atitude correta que todos devemos ter em nossos momentos de intimidade com Deus. Podemos dividir a oração do “Pai Nosso” em 7 partes bem distintas:

1. Adoração: “Pai nosso que estás nos céus, santificado seja o teu nome” – Se você entrar na presença de um rei, a primeira coisa que você faz é se curvar, em sinal de reverência. Quanto mais diante da presença do Rei do Universo! Você não chega pedindo. Você adora e reconhece Sua Santidade e Senhorio.

2. Compromisso com o Reino: “Venha o teu reino, seja feita a tua vontade, assim na terra como no céu.” – Antes de qualquer pedido, você submete sua vida ao seu Senhorio, que na Bíblia chamamos de Reino. O Reino já é completo e total no céu. Mas ele precisa ser implantado na terra. Começando por nossas vidas. Terminando com a volta de Jesus.

3. Dependência para o Sustento: “O pão nosso de cada dia nos dá hoje.” – Aqui declaramos nossa dependência em Sua provisão. Não pedimos o pão de amanhã. A dependência é diária. Por isso mesmo nossa comunhão com Ele também dever ser diária.

4. Dar e receber Perdão: “E perdoa-nos as nossas dívidas, assim como nós perdoamos aos nossos devedores.” – O perdão só é efetivo se nos dispusermos a ser canais dele. O Mar Morto, em Israel, é um mar egoista, só recebendo águas do Rio Jordão, mas não cedendo água nenhuma para nenhum outro rio. Como resultado ele é morto, com alto teor de sal, sem condições de manter a vida. Se entendemos o valor do perdão de Deus para nossas vidas, não haverá ofensas difíceis demais para nós perdoarmos.

5. Vitória contra o Pecado: “E não nos deixeis cair em tentação; mas livra-nos do mal.” Jesus não nos ensina a nos livramos da tentação, mas sim do mal. Ser tentado não é problema. Jesus foi tentado. Mas não caiu. E só ele tem, portanto, condições de nos ajudar a levar uma vida que agrada a Deus. Sozinhos falharemos.

6. Adoração: “Porque teu é o reino, e o poder, e a glória, para sempre.” – Se começamos com adoração, terminamos com adoração. No fim tudo vai convergir para Cristo. E em nossa vidas começa agora.

7. Fé: “Amém.” – Esta pequena palavrinha, que muitos traduzem por “assim seja”, também possui, em hebraico, a mesma raiz que forma a palavra “fé”. Ao concordar com uma oração, nós também estamos dizendo que nossas vidas estão submissas ao que foi pedido ali.

Para você pensar: Você tem separado, diariamente, um tempo para estar sozinho na presença de Deus, sem interrupções? Você tem um lugar, e uma hora, específicos para isso? E quando você ora, você só pede, ou também adora? Que tal orar agora mesmo?

Anúncios

Sobre Wilson Moraes

Brasileiro, casado com a Maria José, pai do Gabriel, da Jordana e da Camila. Procurando servir a Deus de maneira intensa e verdadeira. Colocando minha vida a serviço do Seu Reino.
Esse post foi publicado em Mateus e marcado . Guardar link permanente.

Uma resposta para Mateus 6:9-13

  1. Pingback: Gênesis 1:1 | Para Você Pensar

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s