Gênesis 6:5

“Viu o Senhor que era grande a maldade do homem na terra, e que toda a imaginação dos pensamentos de seu coração era má continuamente.”

É interessante observar o plano de Deus revelado no livro de Gênesis. Neste livro temos 3 das primeiras alianças feitas por Deus com o homem: com Adão, com Noé e com Abraão. Há uma característica que é comum a estas três alianças: Domínio sobre a Terra (1:28 – 9:7 – 22:18). E o plano de Deus ainda não mudou. O próprio Jesus nos ensinou a pedir ao Pai que o Seu Reino fosse estabelecido na Terra (Mateus 6:10).

Mas a situação na época de Noé chegou em um ponto que Deus resolveu acabar com toda a raça humana e começar de novo com a família de Noé. E o motivo principal dessa decisão foi a percepção, por parte de Deus, que a imaginação dos pensamentos do coração dos homens era má continuamente. O nível de maldade chegou a um ponto intolerável. Mas logo após o dilúvio o próprio Deus prometeu que não destruiria mais a criação por meio de outro dilúvio, pois isso não resolvia o que estava no interior do coração (Gênesis 8:21).

Isto nos coloca diante de uma verdade incontestável: somos maus. Por mais que tentemos justificar nossos atos, criar formas agradáveis de ver a situação, se não fosse pela obra de Cristo, nada poderia nos afastar de nossa natureza. A maldade faz parte integrante de nossa raça. Ninguém precisa ensinar uma criancinha a dar birra, ou a brigar com o coleguinha, ou a ser egoista. Tudo isso já vem de nascença. O papel fundamental dos pais é tentar anular essa tendência por meio de amor, disciplina, correção e ensino. Uma criança entregue a si mesma é o começo do inferno. Um adulto entregue a si mesmo é fonte de toda forma de perversão. Que me desculpem os defensores da natureza bondosa da humanidade, mas ela simplesmente não existe. A única maneira de vencer nossa tendência ao pecado é por meio de uma completa entrega ao Senhor Jesus Cristo (Romanos 8:1).

Imagine o seguinte: desde de Adão até Cristo, Deus esperou que alguém, de qualquer lugar, de qualquer origem, vencesse o pecado e retornasse ao plano original de Deus, de dominar a Terra para Ele. Se uma única pessoa tivesse conseguido isso, não teria sido necessário que Cristo viesse. Mas graças ao inexplicável amor de Deus pela humanidade (João 3:16), Ele veio. E venceu o pecado. E venceu o inimigo. E venceu a morte. E voltará outra vez para tomar posse do que Ele tem direito: Ser Rei sobre toda a Criação (Efésios 1:10), dominando a Terra para o Pai, governando-a com aqueles que o aceitarem hoje.

Para você pensar: Você reconhece que, se não for pela misericórdia de Deus, você merece ir para o inferno? Você tem depositado sua esperança na obra redentora de Cristo? Você sabia que já pode experimentar um pouco do que será o Reino de Deus no futuro? Você já tem experimentado o governo de Deus na sua vida?

Anúncios

Sobre Wilson Moraes

Brasileiro, casado com a Maria José, pai do Gabriel, da Jordana e da Camila. Procurando servir a Deus de maneira intensa e verdadeira. Colocando minha vida a serviço do Seu Reino.
Esse post foi publicado em Gênesis e marcado , , , , , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s