1 Reis 19:11-13

“E Deus lhe disse: Sai para fora, e põe-te neste monte perante o Senhor. E eis que passava o Senhor, como também um grande e forte vento que fendia os montes e quebrava as penhas diante do Senhor; porém o Senhor não estava no vento; e depois do vento um terremoto; também o Senhor não estava no terremoto; E depois do terremoto um fogo; porém também o Senhor não estava no fogo; e depois do fogo uma voz mansa e delicada. E sucedeu que, ouvindo-a Elias, envolveu o seu rosto na sua capa, e saiu para fora, e pôs-se à entrada da caverna; e eis que veio a ele uma voz, que dizia: Que fazes aqui, Elias?”

Aqui vemos Elias passando por um momento difícil em sua vida. Ele já era um homem usado por Deus, mas precisava alcançar um novo nível de relacionamento com o Senhor. E podemos tirar lições valiosas da maneira como Deus escolheu falar com Elias. Podemos destacar os seguintes pontos desta experiência que Elias teve com Deus:

Deserto: Assim como Jesus fazia com frequência, Elias se retirou da movimentação das cidades e foi para o deserto. Ali, sem qualquer distração, toda sua atenção estava concentrada no que Deus poderia falar. Nós também precisamos aprender a nos isolar regularmente. A distância dos afazeres ajuda a nos colocarmos em posição adequada para receber de Deus;

Solidão: Muitas vezes, quando precisamos buscar direção de Deus, precisamos nos isolar, buscar a solidão. Não adianta estar no deserto, mas acompanhado de pessoas ou afazeres que requeiram nossa atenção. Na solidão Deus tem nossa exclusividade;

Silêncio: Vento, terremoto e fogo dizem respeito a atividades, movimento, barulho. Estar no deserto, e sozinho, ainda não é o suficiente. Precisamos de um ambiente tranquilo, quieto, sem interrupções. No mundo agitado em que vivemos o silêncio não é apreciado. Mas só no silêncio Deus pode nos falar;

Quietude: Podemos estar no deserto, sozinhos e em silêncio, mas ainda não é o suficiente. Mesmo assim nossa mente pode estar em um turbilhão de pensamentos, revendo acontecimentos recentes, recriando frases que poderíamos ter dito, planejanto o que iremos falar com alguém. Precisamos aprender a nos aquietar internamente. Isto requer disciplina. Envolve aprendizado. Na verdade é muito incômodo para nós ficarmos quietos, sabendo que temos tanta coisa pra fazer e tantas atividades que precisam de nossa atenção. Provavelmente será frustante na primeira vez, mas quanto mais nos dedicarmos a buscar a face do Senhor, mais facilidade teremos de nos aquietarmos internamente e sentirmos prazer na presença do Senhor.

Então poderemos, como Elias, ouvir a Sua voz.

Para você pensar: Você entende a importância de se buscar a voz do Senhor? Você compreende que “ser” é muito mais importante do que “fazer”? Que tal começar hoje mesmo essa aventura de buscar a voz do Senhor?

Anúncios

Sobre Wilson Moraes

Brasileiro, casado com a Maria José, pai do Gabriel, da Jordana e da Camila. Procurando servir a Deus de maneira intensa e verdadeira. Colocando minha vida a serviço do Seu Reino.
Esse post foi publicado em 1 Reis e marcado , , , , , . Guardar link permanente.

4 respostas para 1 Reis 19:11-13

  1. Thais Martins disse:

    Gostei muito da explicação dos versículos mas não está completo.
    Podemos tirar desses versículos também a seguinte lição: Deus não fala a nós através de turbilhões de pensamentos, através de gritos ou situações embaraçosas. Deus fala a nós através do Espírito Santo e o Espírito Santo tem a voz mansa e delicada.
    Por isso precisamos estar em sintonia com essa voz para podermos primeiro identifica-la e depois reconhece-la e ouvi-la.

  2. CONCEIÇÃO disse:

    Amém.Ótimo , estou muito precisando ouvir Deus falar comigo. Nesse momento estou calma há alguns dias só esperando e creio que o Senhor já esta falando.

  3. Carla Maria Silva Neves disse:

    Eu aprendi a aquietar-me no Senhor,a ouvir a sua voz, ser obediente, mas é necessário seguir os itens acima referidos. Jejum e orações também ajuda a estar receptiva a voz do Senhor. Aleluias.

  4. andre disse:

    Pode ter sido, na verdade, um contato imediato do terceiro grau. Onde o vento, o fogo, o tremor podem ter sido gerados por uma aeronave ou espaçonave .

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s