Rute 1:19-21

“Assim, pois, foram-se ambas, até que chegaram a Belém; e sucedeu que, entrando elas em Belém, toda a cidade se comoveu por causa delas, e diziam: Não é esta Noemi? Porém ela lhes dizia: Não me chameis Noemi; chamai-me Mara; porque grande amargura me tem dado o Todo-Poderoso. Cheia parti, porém vazia o Senhor me fez tornar; por que pois me chamareis Noemi? O Senhor testifica contra mim, e o Todo-Poderoso me tem feito mal.”

Recomendo, antes de ler o comentário sobre a passagem acima, que você pare e leia o livro de Rute. É um livro pequeno, de apenas 4 capítulos. Uma leitura prévia de Rute vai te ajudar a ter uma noção geral do que vou falar a seguir.

Bem, se você acabou de ler o livro de Rute, eu pergunto: Qual é a última palavra deste livro? A resposta correta é “Davi”. Assim como todo bom livro tem um bom final, o livro de Rute também mostra que seu principal objetivo era preparar o cenário daquela época para o surgimento do rei mais importante que Israel já teve até hoje. E ao falarmos de Davi precisamos nos lembrar que sua vida foi fundamental no plano de Deus revelado desde Gênesis. Lá no primeiro livro da Bíblia lemos que Deus prometeu que um dia um descendente da mulher iria esmagar a cabeça da serpente. E desde então uma linhagem traçada desde Adão e Eva vem preparando o caminho para o aparecimento deste descendente.

Davi mesmo não foi esse descendente que esmagou a cabeça da serpente. Jesus foi esse descendente (Mateus 1:1-17). Mas, no plano de Deus, Davi tinha um papel fundamental. E para que Davi nascesse, Deus, em sua soberania e onisciência, precisava colocar duas pessoas juntas, que tinham a atitude certa e eram tementes a Deus, e que viriam a ser os bisavós de Davi: Boaz e Rute. Mas alguns problemas precisavam ser solucionados. Boaz era bem mais velho do que Rute. E Rute pertencia a um outro povo, os moabitas. Então perceba a seguir os passos que foram necessários para que os dois fossem colocados juntos:

1. Deus produz fome na terra, que faz com que Elimeleque, sua esposa Noemi e seus dois filhos, Malom e Quiliom, se mudem para Moabe;

2. Em Moabe Elimeleque morre, deixando a viúva Noemi aos cuidados de seus dois filhos;

3. Os filhos se casam com moças moabitas, Ofra e Rute;

4. Durante dez anos eles moram em Moabe, sem terem filhos. É preciso chamar atenção para esse detalhe muito importante. Não ter filhos era muito raro, e dois irmãos, ao mesmo tempo, não terem deixado descendentes, é mais estranho ainda;

5. Os dois filhos de Noemi morrem, deixando as suas duas noras viúvas. Em nenhum momento a Bíblia diz que eles morreram por algo errado que eles fizeram, bem como seu pai. Creio que eles eram homens dignos e tementes a Deus. A prova disso era o excelente relacionamento que havia entre a sogra Noemi e suas duas noras. Só em uma família bem amorosa poderíamos encontrar um caso assim;

6. Por causa dessas dificuldades, só resta a Noemi voltar para sua terra natal, Belém. E com ela volta somente Rute. Ofra, apesar de também amar Noemi, atende seu conselho, e fica na casa de seus pais. Mas Rute fez uma aliança de acompanhar Noemi até sua morte;

7. Cumprindo a tradição hebraica, Boaz, um dos parentes mais próximos de Elimeleque, assume a função de remidor, assumindo a responsabilidade pelos bens do falecido, bem como com a preservação da sua descendência, se casando com Rute.

Não sei você, mas eu fico impressionado como Deus, em nenhum momento, perdeu o controle da situação! Mesmo no meio da aparente tragédia Ele mantem seu querer e seu plano inalterados. Noemi não tinha essa visão mais ampla. Ela só estava vendo a tragédia. Se ela pudesse alargar seu ponto de vista, ela estaria adorando e agradecendo a Deus, mesmo no meio daquela situação. Se servimos a Deus com sinceridade, se amamos e buscamos a sua vontade para nossas vidas, nada vai acontecer sem um propósito definido em nossas vidas. Para nós não existe o que chamam de coincidência. Deus é soberano! E tudo, tudo coopera para o bem daqueles que o amam, para aqueles que são chamados segundo o seu propósito (Romanos 8:28). Deus não quer o nosso mal. Ele quer o nosso bem.

Para você pensar: Até que ponto temos louvado a Deus, mesmo no meio da maior dificuldade? Será que temos dado graças a Deus por tudo (I Tessalonicenses 5:18), confiando na sua direção para nossas vidas ? O seu louvor é dependente das situações que te cercam?

Anúncios

Sobre Wilson Moraes

Brasileiro, casado com a Maria José, pai do Gabriel, da Jordana e da Camila. Procurando servir a Deus de maneira intensa e verdadeira. Colocando minha vida a serviço do Seu Reino.
Esse post foi publicado em Rute e marcado , , , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s