Isaías 6:1-8

“No ano em que morreu o rei Uzias, eu vi o Senhor assentado sobre um alto e sublime trono, e as orlas do seu manto enchiam o templo. Ao seu redor havia serafins; cada um tinha seis asas; com duas cobria o rosto, e com duas cobria os pés e com duas voava. E clamavam uns para os outros, dizendo: Santo, santo, santo é o Senhor dos exércitos; a terra toda está cheia da sua glória. E as bases dos limiares moveram-se à voz do que clamava, e a casa se enchia de fumaça. Então disse eu: Ai de mim! pois estou perdido; porque sou homem de lábios impuros, e habito no meio dum povo de impuros lábios; e os meus olhos viram o rei, o Senhor dos exércitos! Então voou para mim um dos serafins, trazendo na mão uma brasa viva, que tirara do altar com uma tenaz; e com a brasa tocou-me a boca, e disse: Eis que isto tocou os teus lábios; e a tua iniqüidade foi tirada, e perdoado o teu pecado. Depois disto ouvi a voz do Senhor, que dizia: A quem enviarei, e quem irá por nós? Então disse eu: Eis-me aqui, envia-me a mim.”

Estar na presença de Deus não é brincadeira!  A pessoa que é confrontada com a santidade de Deus pela primeira vez só pode ter uma reação: terror! Por natureza temos aversão a Deus. Isto vem desde Adão, quando ele, depois de pecar, procurou se esconder de Deus entre as árvores do Jardim do Éden (Gênesis 3:8). E até no fim dos tempos o terror da presença do Senhor ainda será terrível para muita gente (Apocalipse 6:15-16). Não há na Bíblia nenhum relato de um primeiro encontro entre homem e Deus que tenha sido agradável para o homem. Isaías sentiu esse desespero, ao perceber a diferença e contraste entre a grandeza, majestade e justiça de Deus, e a sua condição miserável, pecadora e cheia de falhas.

A literatura hebraica usa a repetição das palavras quando quer dar ênfase a algo. É o equivalente ao nosso ponto de exclamação. Temos vários exemplos na Bíblia. Deus chamou “Samuel! Samuel!” (I Samuel 3:4). Jesus clamou contra Jerusalém: “Jerusalém, Jerusalém!” (Mateus 23:37). E Jesus mesmo, em várias ocasiões, quando queria chamar a atenção para um assunto importante dizia: “Em verdade, em verdade vos digo…”. Nesta passagem em Isaías a intensidade e força da santidade de Deus é proclamada pelos serafins 3 vezes! É muita santidade! No fim dos tempos esta mesma santidade será proclamada mais uma vez (Apocalipse 4:8). É tanta santidade que nem os serafins, anjos fortes e poderosos, se atrevem a encaram Deus, e encobrem seus rostos com suas asas.

A santidade de Deus não é algo agradável para o homem natural. A santidade de Deus incomoda. Apenas os nascidos de novo podem experimentar prazer diante do trono de Deus, e apenas se for pelo sangue de Jesus. Caso contrário, a sensação não será nada agradável. Enquanto vivermos nossas vidas cotidianas, envolvidos em nossas rotinas, conformados com nossa maldade, no meio de outros que também são maus (se bem que ninguém admite que é mal), nossa podridão não vai nos incomodar. Mas a partir do momento que temos uma visão, mesmo que leve, da santidade de Deus, todo nosso chão some! A diferença entre nossa vida e a santidade de Deus nos faz lembrar que somos merecedores da sua justa ira. Foi esta a sensação que Isaías experimentou: “Ai de mim, pois estou perdido!“.

Só havia uma maneira de Isaías continuar na presença de Deus sem que fosse exterminado: seu pecado teria que ser removido. Trevas e Luz não combinam. Não há como a injustiça permanecer diante do Justo. Não há como Pecado e Glória ocuparem o mesmo lugar (Romanos 3:23). E só há uma maneira de removermos o pecado. Há uma só “brasa” que Deus providenciou em nosso favor. Só existe um, e somente um único caminho que nos leva a Deus: Jesus (João 14:6). Somente por meio dele temos salvação e condições de permancer na presença de Deus.

Mas nosso alvo não é apenas estar na presença de Deus. Perdão dos pecados não apenas nos dá acesso ao Trono do Senhor, como também nos capacita a fazer sua Obra. Sim, há uma Obra a ser realizada, Deus tem um plano a ser concretizado. E para isso ele precisa de mim e de você! Não somos salvos apenas para nosso próprio benefício, e ficarmos inúteis na presença de Deus. Deus quer alcançar outros e precisa enviar mensageiros com essa mensagem. A grande pergunta é: A quem ele enviará? Deus espera de nós a mesma resposta e disposição que Isaías teve: “Eis-me aqui, envia-me a mim.

Para você pensar: Você entende que estar na presença de Deus não é brincadeira? Você já foi confrontado com sua real natureza diante do Trono do Senhor? Você já percebeu que, se não fosse pelo livramento do Senhor, você estaria perdido? Qual tem sido sua resposta ao clamor do coração de Deus por portadores de Sua mensagem?

Anúncios

Sobre Wilson Moraes

Brasileiro, casado com a Maria José, pai do Gabriel, da Jordana e da Camila. Procurando servir a Deus de maneira intensa e verdadeira. Colocando minha vida a serviço do Seu Reino.
Esse post foi publicado em Isaías e marcado , , , , , , , . Guardar link permanente.

45 respostas para Isaías 6:1-8

  1. Valdir disse:

    No ano em que morreu o rei Uzias, eu vi o Senhor assentado sobre um alto e sublime trono, e as orlas do seu manto enchiam o templo.
    porque Isaías só viu a gloria de Deus depois que o rei Uzias morreu?O que impedia ele ver quando Uzias ainda era vivo?
    A paz do Senhor Varão.
    pode me responder?
    obrigado.

    • Wilson Moraes disse:

      Olá, Valdir,

      Em 2 Crônicas 26 há o relato de como foi o reinado de Uzias. Lá vemos que ele reinou 52 anos. Foi um longo reinado. Tirando o fato de que ele pecou entrando no santuário sem autorização (e ficando com lepra o resto da vida), podemos dizer que o reinado dele foi muito bom. Em seus dias Israel viveu um período de prosperidade. Seus inimigos estavam subjugados. Alguns chegaram a pagar tributo a Israel. Cidades foram reconstruídas. Benfeitorias foram feitas e tecnologias desenvolvidas.

      A morte do rei Uzias deve ter sido um período de crise para todos. A insegurança tomou conta, pois ninguém sabia como seria o próximo reinado.

      Foi nesse cenário que Isaías teve a visão da glória de Deus. Não havia nada que impedia Isaías de ter tido essa visão antes, mas entendo que momentos de crise são excelentes oportunidades para Deus se revelar. São nessas ocasiões que, de certa forma, nos tornamos mais sensíveis a Deus, e Ele tem condições de se revelar de maneira única. O como Deus se revelou a Isaías? Assentado num trono! E não em qualquer trono. Mas em um trono do qual Sua glória se espalha para toda a terra, não apenas Israel.

      Essa visão não foi apenas uma mensagem para Isaías. Era uma mensagem para o povo de Israel: “Não se preocupem com a morte do seu rei. Há um Rei ainda mais soberado e eterno!”

      Que Deus te abençoe, irmão!

      • Edson Cerqueira disse:

        A visão de Isaías foi um evento histórico e autêntico. Para que isso fosse evidenciado o autor deixou uma data em sua narrativa: “o ano em que morreu o rei Uzias”. Conforme o autor deste blog disse, normalmente os reis hebreus tinham um livro onde narravam suas crônicas. E nesse livro das Crônicas encontramos os períodos de domínio de cada rei de Judá e Israel. Isaías, para dar veracidade ao fato insere uma data.

    • bruno disse:

      desculpa meu querido mais a biblia nao diz que foi depois da morte do rei uzias que isaias viu a gloria de Deus diz que foi no ( ano, em que morreu. ) entao ele pode ter visto a gloria antes ou depois fica dificil de te dar uma resposta concreta se não temos a enformação completa?

      • Wilson Moraes disse:

        De fato, prezado Bruno, sua observação é interessante.
        No entanto, você há de concordar, que quando o texto foi escrito os dois fatos já tinham ocorrido: a morte de Uzias e a visão de Isaías.
        Isto me faz crer que Isaías não fez referência à morte de Uzias à toa. Ele poderia simplesmente ter relatado sua visão, sem nem mencionar o fato da morte do rei. Mas se ele fez assim, isto me leva a crer que Uzias já estava morto quando Isaías teve sua visão.
        É claro que isso é questão de interpretação. Mas o que importa não é se Uzias morreu antes ou depois da visão. Pra mim o mais significativo é que aquele ano foi um ano de crise, no qual Deus se manifestou a Isaías de uma maneira impactante.
        Um grande abraço e fica na Paz!

    • No ano da morte do rei Uzias, eu vi o Senhor assentado sobre um alto e sublime trono, e as abas de suas vestes enchiam o templo” Isaías 6:1

      Quem era Uzias? Um rei que havia assumido o trono aos dezesseis anos  de idade, permanecendo no poder até seus 68 anos de vida.

      “Então todo o povo de Judá tomou a Uzias, que tinha dezesseis anos, e o fizeram rei em lugar de Amazias, seu pai.” II Crônicas 26: 1

      Uzias fez o que era reto aos olhos de Deus, de modo que prosperou grandemente,  foi maravilhosamente abençoado e sua fama foi muito longe. Esse rei era a esperança da nação, o que havia de mais concreto em segurança nacional. Sua morte deve ter gerado grande comoção.

      No final de seus dias, Uzias viveu recluso e leproso porque assim como rei Saul, em tentativa de usurpar as prerrogativas dos sacerdotes, entrara no templo do Senhor para queimar incenso no altar. Esse ato externalizou o orgulho e a exaltação do rei, a vaidade e a total falta de reverência para com o Senhor. 

      E Isaías viveu no tempo do rei Uzias, presenciou toda a glória de seu reinado e também seu declínio e morte. Em um momento em que a expectativa por sucessores de Uzias era a pauta mais urgente, o profeta tem a gloriosa visão de um outro Rei. Notem que o capítulo começa dizendo que “morreu o rei Uzias e Isaías viu o Senhor…” e mais adiante se lê:

      “Os meus olhos viram o Rei, o Senhor dos Exércitos” Isaías 6:5. 

      A visão era luminosa, celeste, e a ela não me detenho, mas expresso aqui o que aprendi com essa passagem do livro de Isaías: o contraste entre a glória dos homens e a glória de Deus.

      Nem mesmo o mais “poderoso” e digno rei em Israel, foi capaz de proporcionar a Isaías – e aos demais homens da nação- uma visão tão nítida da glória dos céus quanto a que Isaías viu em um momento de devoção.

      A fama e o poder do rei terreno dependiam da graça Divina. Deus exalta e abate e assim de forma soberana Ele permanece sendo Deus a quem todos devem reconhecimento e dependência. Em Sua misericórdia e bondade, esse Deus se revela nos momentos de desesperança,comoções e mortes, inclusive. Esse Deus fala do que os homens são incapazes de falar e conforta de um modo muito particular.

      Temos um rei morrendo e um profeta sendo elevado a glória, ao mais alto lugar:

      “Então disse eu: ai de mim!Estou perdido! Porque sou homem de lábios impuros e habito no meio de um povo de impuros lábios, e os meus olhos viram o Rei, o Senhor dos exércitos!Então, um dos serafins voou para mim, trazendo na mão uma brasa viva, que tirara do altar com uma tenaz” Isaías 6:5.

      A glória do profeta consiste em sua humilhação, na consciência da condição de pecador. A queda de Uzias consistiu em sua exaltação a condição de santo.

      Depois da visão,Isaías exerceu seu ministério e andou três anos nu e descalço. Ou seja, ele se despiu dos trajes de profeta, tirou as túnicas e as sandálias dos pés. (Isaías 20:3). Porque ele sabia que a glória não era dele, sua vida e seus caminhos estavam guardados em Deus, Senhor da glória!

      A morte do rei Uzias e a visão de Isaías é para mim uma representação de que nenhum poder, governo ou liderança terrena é capaz de conferir paz e segurança, é capaz de revelar Deus.

      Claro que Deus se interessa por assuntos terrenos por governos instituídos, eleitos,  “Bendita é a nação cujo Deus é o Senhor”(Salmo 33:12). Porém,  esse senhorio de Deus  tem inicio no coração de cada homem que a exemplo de Isaías elevou os olhos e o coração em busca a Deus em um momento em que muitos à sua volta andavam cabisbaixos e desiludidos na nação.

  2. A minha alma foi edificada,por estas mensagem.

  3. Fabio de Jesus disse:

    Tremenda revelação. Louvado seja o nome do Senhor Jesus, pois Ele nos ama de uma forma muito especial. Que o Senhor Jesus possa continuar te usando como canal de bençãos em nome de Jesus.

  4. Ainda bem que Deus continua usando os seus profetas na terra!
    foi muito muito muito ssrrsrs abençoado com esse esboço.
    que maravlha!!!!!!!
    Amem que o Senhor te revele mas e mas. a paz.

  5. MÁRCIA FLAVIA disse:

    IMPACTANTE SEM PALAVRAS LOUVADO SEJA O NOME DO SENHOR

  6. MÁRCIA FLAVIA disse:

    FOI TREMENDO ESSE ESTUDO NO COMEÇO NÃO DAVA NADA MAS E MARAVILHOSO! DA PARA SENTIR A GLORIA DE DEUS TREEEEMENDO

  7. JANAÍNA FIGUEIREDO disse:

    COISA LINDA !!!! AMADO QUE JESUS POSSA A CASA DIA MAIS ESTÀ TI USANDO … RECEBI ESTA PALAVRA E TOMEI POSSE E A USEI PARA FALAR ALGO DA PARTE DE DEUS NOS MEUS ESTUDOS … A PAZ DO SENHOR JESUS . DEUS TI ABENÇÕE …

  8. Andréa disse:

    Revelação forte de Deus nesse estudo. muito abençoado. Paz

  9. Edson disse:

    posso afirma que Isaias mesmo profeta ele so viu realmente à gloria de Deus quando Uzias seu primo morre.

  10. Jessica Serra disse:

    Poderia falar um pouco mais sobre a Soberana Presença de Deus nessa visão?

  11. Amanda lamego disse:

    Mesmo tendo lábios impuros Isaías era um proféta. Mas depois dessa visão ele passou a ser mais usado ,com mais unção e autoridade? Foi um divisor de águas na vida de Isaías? E com isso se aplica a nós? Boa noite!

    • Wilson Moraes disse:

      Prezada Amanda,
      O ministério profético de Isaías sofreu, com certeza, um grande impacto após esta experiência relatada no capítulo 6. A revelação da visão do trono de Deus abriu seus olhos para sua real condição pecadora. Como disse no texto, esta é uma reação esperada para quem tem uma experiência dessas. E ao nos depararmos com nossa condição pecadora podemos ter duas reações possíveis. Podemos aceitar o tratamento de Deus, como Isaías aceitou. Ou podemos fugir da presença de Deus. A maneira como reagimos vai determinar nosso futuro. Isso é um divisor de águas, com certeza. Acredito que, durante nossas vidas, somos colocamos em situações como essas em alguns momentos chaves, momentos de decisão, que vão determinar nossos futuros. Eu já passei por momentos assim. Acredito que você também. Esses momentos nos marcam horário em nossas agendas. Nunca saberemos quando eles chegarão. Mas precisamos esta prontos para termos a reação certa, com a atitude correta. E desta forma podermos ser usados por Deus.

      Um grande abraço, e fica na Paz!

  12. João disse:

    Irmão Wilson, o verso 1 diz que as orlas do seu manto enchiam o templo, pode haver uma explicação pra isso também?

    • Wilson Moraes disse:

      Prezado João,

      Quando o texto se refere às orlas do manto do Senhor, me faz lembrar das vestimentas dos nobres e da realeza. Até mesmo do vestido de uma noiva. Para mim, o fato das orlas ocuparem tanto espaço no templo indicam a grandeza da majestade do Senhor.
      Nunca se viu um rei ou imperador, por maior que fosse seu reino ou império, se ataviar com vestimentas tão eloquentes. Quanto maior e mais vistosa a vestimenta de um rei ou imperador, maior o seu domínio.
      Nada mais lógico imaginar o Senhor do universo se mostrasse a Isaías de uma maneira tão magnifica.

  13. Amilton Borges Deolindo disse:

    ISAÍAS confessou que tinha os lábios impuros, porém, viu os serafins usando os lábios de forma correta “SANTO,SANTO,SANTO”. Com este exemplo DEUS começou a ensinar Isaías a usar ,de forma correta, os lábios. “E os umbrais das portas se moveram”, há um mover no céu em nosso favor quando usamos de forma correta os nossos lábios. Parabéns meu irmão Wilson Moraes por usar os lábios de forma correta, fique na paz.

  14. Luiz Guimarães disse:

    Wilson, estava pesquisando sobre este capítulo e apareceu este artigo. Muito boa a mensagem e também as explicações sobre as perguntas! Parabéns pelo blog.
    Fé em Deus

  15. Ana Claudia Leone Espindola disse:

    Glória a Deus por sua explicação meu irmão. Chorei ao ler seu estudo e comentários, pois há um tempo venho perguntando ao Senhor sobre uma visão que tive certa vez em minha casa. Situação em que eu me encontrava sozinha e tive a visão real das pontas de um pano como um véu e cauda de um vestido muito branco e muito majestoso percorrendo o corredor da minha casa. No momento em que vi fiquei muito espantada, não conseguia sair do lugar até todo o tecido desaparecer. Quando li a palavra no início do seu estudo, meu olhos fixaram na parte da orla dos manto e lembrei da situação por mim vivida, lembrei na na hora de como parecia um rabo de um vestido de noiva e logo em seguida nos comentários você deu o mesmo exemplo. Gloria a Deus! Eis aí um servo fiel, pois o Senhor lhe dá revelações da eternidade.

  16. josinir. disse:

    muito bom este estudo meu irmao vc e um ministro.parabens.

  17. LENO SILVA disse:

    ARREBENTOU FORTE GOSTEI …

  18. Cristiano Coelho disse:

    A Paz para todos
    Esta visão me mostra como muitos tentam buscar a Deus mas não encontram.
    Muitas das vezes entramos na igreja olhando a vida dos outros , conversando ,0 que elas tem ou não tem, o que estão vestindo etc.
    Colocamos os pés na igreja e achamos que somos o melhor, nosso dízimo e mais alto e que merecemos toda honra daquilo que achamos q somos.
    Mas se realmente nos desligarmos de nós e cobrirmos os nossos olhos carnais , nossos pés aí sim poderemos ver a glória de Deus

  19. elaine da costa igreja disse:

    Obrigado !que palafra maravilhosa

  20. Francisco Salli disse:

    uzias era primo de izaias???

    • Wilson Moraes disse:

      Prezado Francisco,

      Há sim uma tradição que afirma que Isaías era da linhagem real e, portanto, parente próximo, até mesmo primo de Uzias. No entanto, não encontrei evidências bíblicas que neguem ou confirmem essa afirmação. De qualquer maneira, não vejo que a veracidade ou não dessa informação mudem de alguma maneira as verdades que Deus quer transmitir em Sua Palavra.

      Um grande abraço e fica na Paz!

  21. DANILO MENDES XAVIER . disse:

    Graça e Paz irmão Wilson
    Essa foi a mensagem do culto do ultimo domingo 21/06
    e meditando nessa palavra tive algumas revelações, as mesmas que você relatou aqui.
    Que nosso Deus continue usando grandemente.

    • Clebersom garcia disse:

      Tem um misterio maior que esse contido nessa mensagem qual é assim: pra começa o chamado de isaias era pra tar no capitulo 1 nao no 6… entao da se entender que o livro de isaias era um conjunto de livros e manuscritos que forao juntados !…com isso ficou historicamente falando um pouco fora da cronologia mas pra mim nao afeta porq a inpiraçao e divina ainda que forem escritas por outros autores que levou no de isaias….foi Deus que inspirou!..Amém.

  22. ISAÍAS FOI UM PROFETA QUE APONTAVA O DEDO, EU POSSO FAZER. ELE SÓ DIZIA AI DA NAÇÃO, AI DO ÍMPIO, AI DA SUA ALMA, AI DOS QUE AJUNTAM CASA A CASA. ELE SÓ SABIA APONTAR O ERRO DOS OUTROS MAS, ESTAVA ESQUECENDO DELE. MAS NO CAPITULO 6 DEUS COMEÇA A FALAR COM ELE. PRIMEIRO ISAÍAS TEVE A VISÃO, DEPOIS VEIO O EFEITO, VERSO 5 DIZ: ENTÃO, DISSE EU: AI DE MIM, QUE VOU PERECENDO! PORQUE EU SOU UM HOMEM DE LÁBIOS IMPUROS E HABITO NO MEIO DE UM POVO DE IMPUROS LÁBIOS; E OS MEUS OLHOS VIRAM O REI, O SENHOR DOS EXÉRCITOS!

  23. marcelo disse:

    paz do SENHOR JESUS, meu irmão… gostaria de saber quando os serafins tocou com a brasa viva que tocou nos lábios de isaías…a pergunta é o que pode re representado a brasa que tocou os labios dele sendo que em ezequiel nos fala da braza.

  24. cristino disse:

    o rei uzias representa algo ou alguem que nos afasta de sentir a presenca de Deus isaias confiava tanto no rei que quando ele morreu se sentiu fraco e foi busca a Deus
    e e assim hoje em dia as pessoa confia em tantas coisa que esquece de Deus

  25. paulo max disse:

    a paz ele viu quem jesus ou Deus?

    • marcelo disse:

      Paulo max… paz do SENHOR JESUS meu amado! Isaías viu a gloria de DEUS, em CRISTO JEUSUS, em apocalipse 4 foi o mesmo em que joão batista na ilha de patimos avistou o mesmo e o apostolo paulo tambem nos fala que isaias viu o SENHOR JESUS CRISTO e sua gloria

  26. Francinaldo disse:

    Chalom adonai
    Sem palavas
    Glória a Deus

  27. Lujosmar disse:

    O reconhecimento de Isaías perante a gloria do senhor nos faz refletir que não basta apenas sermos considerados Cristãos temos que entender que não é a opinião da sociedade através de atitudes nossas para mostrar pra o mundo uma vida de aparência que nos levará para o céu ou nos fará participantes da sua Gloria,antes de sermos chamados a participar da sua gloria primeiro ele nos chamou para participar da sua cruz ,antes da maravilha que sera esta com Deus ele nos convida a sofrermos com ele e por ele, tendo em vista a sua gloria,,,temos que desejar um contato maior com o Senhor como consequência disso haverá um reconhecimento de com os somos falhos e precisamos de concerto a cada dia.

  28. Thiago disse:

    Caro Wilson… como é lindo ler e sentir a palavra viva de Deus…
    Parabéns por aceitar em escrever para nós.. quero lhe dizer que hj pedi a Deus que me ajudasse no entendimento de sua palavra e ele me conduziu até esta leitura.
    Muito obrigado… Deus o abençoe

  29. Daniel Fragoso disse:

    Grande profeta de Deus, Isaías o profeta da boca de Deus: “assim será a palavra que sair da minha boca: não voltará para mim vazia, mas fará o que me apraz e prosperará naquilo para que a designei.” (Isaías 55:11)

    Fui muito abençoado pelo estudo e comentários dos irmãos na fé, Toda honra e toda glória para aquele que está assentado no alto e sublime trono!

  30. a paz do senhor amado gostaria de tirar uma duvida ISAIAS teve a visao do sublime trono e achou que iria perecer por causas da iniquidade ele reconheceu seus pecados porem um dos serafins veio com uma brasa do altar e tocou os labios e as suas iniquidades foi tirada e os pecados perdoados depois deste ato ele ouviu a voz do senhor e se ofereceu para o ide do senhor minha pergunta é no inicio do livro de isaias ele já tinha sido chamado como profeta e já anunciava as profecias de DEUS ao povo de ISRAEL porque só no capitulo 6 ele teve a visao reconheceu o seu pecado foi tocado ai sim ele ouvio a voz e se ofereceu para ir

  31. gisele disse:

    ola paz do senhor gostaria de saber (isaias 60 se refere a promessas se cumpridas? pelo que entendi e que sim que Deus fala ele cumpri fala sobre a gloria, então veras a gloria de Deus.?

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s