Atos 2:1-4

E, cumprindo-se o dia de Pentecostes, estavam todos concordemente no mesmo lugar; E de repente veio do céu um som, como de um vento veemente e impetuoso, e encheu toda a casa em que estavam assentados. E foram vistas por eles línguas repartidas, como que de fogo, as quais pousaram sobre cada um deles. E todos foram cheios do Espírito Santo, e começaram a falar noutras línguas, conforme o Espírito Santo lhes concedia que falassem.

Esta passagem do livro de Atos tem servido de inspiração e motivação para o movimento evangélico pentecostal. O texto fala do vento e do fogo do Espírito Santo descendo sobre os que estavam reunidos naquele lugar, dando início a uma série de acontecimentos que constituem a base da história da Igreja. Este evento transformou um punhado de pessoas inseguras, amendrotadas e sem saber o que fazer em impetuosos pregadores do Evangelho, dispostos até mesmo a dar a própria vida em favor de sua propagação. Cerca de dez dias antes o próprio Jesus havia dado ordem para que eles permanecessem em Jerusalém, até receberem poder para serem suas testemunhas (Atos 1:8). Não bastava serem simples testemunhas. Eles já eram testemunhas, pois haviam convivido com Jesus durante todo o seu ministério, e visto todos os seus milagres, e ouvido todos os seus ensinamentos. Mas só esse testemunho não era suficiente. Era necessário testemunho com poder! E depois de dias em consagração e perseverando em oração, o poder veio!

E com o poder veio a intrepidez para testemunhar de Jesus, até mesmo em idiomas desconhecidos para os primeiros cristãos, seguido de sinais e prodígios. E o testemunho dessas pessoas moveu o mundo de então. Eles não fizeram um curso de teologia para isso. A maioria deles era de pessoas iletradas, pescadores, consideradas simples aos olhos da sociedade. Mas o testemunho falou mais alto. Um curso de treinamento, por melhor que fosse, produziria apenas mestres ou professores que falariam sobre os ensinamentos de Jesus. Mas testemunhas não transmitem ensinamentos. Testemunhas transmitiam o próprio Jesus. O fogo que eles receberam no dia de Pestecostes continuou se alastrando por meio do testemunho deles. As pessoas não conseguiam ficar inertes diante do que eles falavam. Quem os ouvia também era atingido pelo mesmo fogo!

Podemos perceber que hoje muitos buscam esse fogo. Mas se esquecem de que houve um período de consagração antes do fogo! Eles, juntos, obedeceram a ordem de Jesus e esperaram, em oração, que o poder fosse liberado. Há vários relatos de avivamento na história da Igreja que mostram a mesma ordem de acontecimentos. Antes do avivamento, sempre há um período de busca incessante, de quebrantamento, de arrependimento, de consagração. Não há poder sem consagração! Não há como Deus se manifestar a indivíduos que não o estejam buscando com toda a intensidade. É necessária a preparação do ambiente para que o Espírito Santo se manifeste. A consagração é o segredo. É o preço a ser pago por quem busca o poder que vem do alto.

Quero mostrar aqui duas passagens do Velho Testamento que mostram este mesmo princípio:

Então a nuvem cobriu a tenda da congregação, e a glória do Senhor encheu o tabernáculo (Êxodo 40:34)

Ao ler todo o capítulo 40 de Êxodo vemos a conclusão de todo um período de preparação para a construção do tabernáculo. Essa preparação envolveu a confecção de diversos utensílios e vestimentas e a construção de diversas estruturas. Muitas vezes a consagração vai exigir que novas estruturas sejam construídas e outras sejam destruídas. Houve consagração de ofertas, tempo, talento e pessoas. O resultado, depois de meses de preparação, foi a manifestação da glória do Senhor, enchendo o tabernáculo. Quem busca o fogo do Pentecostes não busca um fogo natural qualquer. O fogo em questão é a própria presença do Senhor e a manifestação da sua glória!

E acabando Salomão de orar, desceu o fogo do céu, e consumiu o holocausto e os sacrifícios; e a glória do Senhor encheu a casa. E os sacerdotes não podiam entrar na casa do Senhor, porque a glória do Senhor tinha enchido a casa do Senhor. (2 Crônicas 7:1-2)

Nesta passagem vemos o resultado da consagração ao Senhor. Davi e Salomão consagraram uma verdadeira fortuna para a construção do templo. Não há notícia de obra que tenha exigido tanto material de alta qualidade quanto o templo. Como resultado a glória do Senhor encheu o local. Encheu de tal forma que impediu que os próprios sacerdotes fizessem qualquer coisa. Esta também é uma característica do fogo do Senhor: a presença de Deus impede que a ação humana interfira. Quando Deus age o homem não pode atrapalhar. Quando o fogo de Deus se manifesta só podemos esperar e observar o resultado da ação do Senhor. Um dos objetivos da consagração é justamente nos mostrar que o verdadeiro fogo do Senhor só vai se manifestar se dependermos 100% da direção do Senhor.

No Antigo Testamento o fogo de Deus desceu sobre o tabernáculo e sobre o templo. A partir do Novo Testamento o fogo de Deus desce sobre pessoas. O tabernáculo e o templo tinham como principal função ser um lugar para a manifestação da glória de Deus. Ali Deus falava e orientava seu povo. Ali Deus era soberano. Hoje o fogo só pode descer sobre pessoas para as quais Deus seja soberano. E por meio dessas pessoas cheias do fogo do Senhor, Ele vai manifestar sua vontade ao mundo, propagando assim seu Reino em toda terra.

Para você pensar: Você tem sentido a necessidade de ter o fogo de Deus na sua vida? Até que ponto você está disposto a ir para ter este fogo? Que cuidados você tem tomado para manter o fogo constantemente aceso em sua vida?

Anúncios

Sobre Wilson Moraes

Brasileiro, casado com a Maria José, pai do Gabriel, da Jordana e da Camila. Procurando servir a Deus de maneira intensa e verdadeira. Colocando minha vida a serviço do Seu Reino.
Esse post foi publicado em Atos e marcado , , , , , . Guardar link permanente.

5 respostas para Atos 2:1-4

  1. renato claudiomar disse:

    meus para bems um belo comentario meu irmao

  2. Glaucia A Pereira disse:

    Glorias á Deus!!!
    Que estudo abençoador!
    Fui ministrada nesta manhã, atravez dele.
    Muito obrigada.

  3. Cley disse:

    Maravilha de ensino me ajudou muito.que deus o abençoe

  4. Eliane Reis disse:

    Parabéns pela reflexão muito boa aprendir muitas coisas

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s