Jó 1:20-21

“Ao ouvir isso, Jó levantou-se, rasgou o manto e rapou a cabeça. Então prostrou-se no chão em adoração,e disse: ‘Saí nu do ventre da minha mãe, e nu partirei. O Senhor o deu, o Senhor o levou; louvado seja o nome do Senhor’.”

Certa vez passei por uma grande dificuldade. Foi um dia específico em que precisava de um livramento do Senhor em uma área específica. Passei o dia inteiro muito angustiado (me lembro que era uma segunda-feira), chegando mesmo a ter febre e indisposição física por causa da pressão pela qual estava passando. Se Deus não agisse, não havia outra saída, e ao final do dia eu teria um problema de grandes proporções nas minhas mãos. Ao final do dia, ao chegar em casa, desabei, literalmente. Meu corpo estava totalmente esgotado e me sentia sem forças nem disposição para pensar em mais nada. Na verdade, minha vontade era sumir e voltar apenas quando o problema estivesse solucionado.

Você já passou por situação parecida? Já enfrentou situações muito difíceis, que só de lembrar delas você se sente mal? Pois era uma situação como essa que eu estava enfrentando. Felizmente, depois que cheguei em casa, recebi uma notícia que veio resolver o problema pelo qual eu estava passando. Eu não tinha dúvidas: Deus, na sua misericórdia, havia providenciado o livramento na hora certa, nem cedo, nem tarde. Deus havia operado um milagre, e eu era testemunha disso. Fiquei muito grato a Deus.

Mas, ao mesmo tempo, fiquei muito frustrado comigo mesmo. Afinal, se Deus trouxe o livramento na hora certa, eu havia me angustiado à toa. Fiquei com vergonha de Deus. Vergonha por não ter confiado 100% na sua provisão. Vergonha de pensar que, por ter me angustiado ao ponto de ficar doente, isso teria resolvido alguma coisa. Meu sofrimento foi em vão.

Isso me incomodou muito por vários dias. Descobri que minha fé era muito bonita teoricamente, mas na hora da prática se mostrou muito fraca e inconstante. Deus me mostrou que eu estava mais sujeito às circustâncias do que eu gostaria de admitir.

Veja o exemplo de Jó. O versículo acima mostra a reação dele diante de um problema infinitamente maior do que o que eu tinha passado. Ele perdeu os filhos, os bens e as propriedades em um único dia. Ele ficou triste? Com certeza! Ele se angustiou? Não tenho dúvidas que sim! Mas mesmo naquela situação ele reconheceu que Deus estava no controle. Mesmo prostrado no chão, ele adorou! E mesmo com a situação piorando no capítulo 2, com um ataque à sua saúde, Jó ainda assim continuou confiando em Deus (veja Jó 2:9-10).

Para Jó não havia dúvidas do que era mais precioso para ele. Não eram os bens nem as pessoas. Nem mesmo sua saúde. O bem mais precioso era seu amor a Deus. Ele não estava apegado à nada. Tudo o que Deus havia dado era bom, mas ele tinha consciência que na verdade tudo era dEle. Na verdade, temos que tomar cuidado com essas expressões: “Deus me deu isso”, ou “Deus me deu aquilo”. O perigo é começarmos a pensar que, já que Deus me deu, então o que Ele me deu é meu! E se é meu, eu não admito perder!

Não quero dizer que não devemos ser responsáveis com aquilo que Deus confia a nós. A parábola dos talentos é muito clara em relação a isso (Mateus 25:14-15). Seremos cobrados, sim, pela má gestão daquilo que Deus confiou a nós. Sejam bens ou talentos, somos responsáveis, mordomos do que Deus coloca à nossa disposição.

Mas não devemos nos esquecer que, no fim das contas, Deus quer nos usar. Mas só seremos úteis ao seu plano se estivermos com a atitude certa. Só terão utilidade para Deus os servos que amarem mais a seu Senhor, do que aos bens que o seu Senhor concede.

Para você pensar: Será que você não está mais apegado ao que Deus te confiou do que ao próprio Deus? Qual seria sua reação se Deus te pedisse o que tem de mais valioso, seja bem material ou pessoas? Qual o tamanho da sua confiança em Deus?

Anúncios

Sobre Wilson Moraes

Brasileiro, casado com a Maria José, pai do Gabriel, da Jordana e da Camila. Procurando servir a Deus de maneira intensa e verdadeira. Colocando minha vida a serviço do Seu Reino.
Esse post foi publicado em e marcado , , , . Guardar link permanente.

2 respostas para Jó 1:20-21

  1. jose reinaldo mendes disse:

    lindo esse texto pois da qui tirarei linda leituras e aprenderei a pregar a palavra de Deus !!
    sou José Reinaldo mendes
    estou pra ser consagrado pra presbítero e sei que meu deus que me usar em seu mistério então alem da bíblia sagrada quero tbm aprender por aqui !! amem

  2. Denilton Gomes disse:

    Meu nome é Denilton, gostaria de saber o que Jó quiz dizer quando falou que nu voltaria para o ventre da mãe no capitulo 1;28 do livro de Jó

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s